segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Sorteio - quem ganhou?

E a ganhadora do sorteio do livro Ishmael Beah - muito longe de casa que aconteceu no blog Torre de Palavras foi a Milene.... vou te dar o livro pessoalmente!!! :)

Uhulll

Obrigada por participarem.

Beijos 


terça-feira, 28 de novembro de 2017

Intercâmbio - Irlanda #dicas. By Daniely

Oi gente!

Muitas pessoas têm curiosidade sobre minha vida na Irlanda, eu e a Lara conversamos e ela decidiu abrir um espacinho pra eu escrever aqui no blog dela sobre minhas viagens e experiências que tive por aqui.



Alguns me chamam inbox com dúvidas sobre como cheguei aqui, o que eu faço e como é minha vida...

A Irlanda é parte da União Européia, é um país relativamente pequeno. Galway, Dublin e Cork são algumas das cidades onde nós intercambistas escolhemos para estudar.

Eu moro em Dublin, que é a capital da Irlanda (lembrando que a Irlanda do Norte é outro país e sua capital é Belfast), Com uma população metropolitana de 1.273.609 habitantes (2011), a capital abriga praticamente um terço da população de todo o país.

Dublin é a queridinha dos brasileiros, com uma noite agitada, pubs e festas e uma história que podemos acompanhar de perto apenas ao andar pelo centro.

Mas então, como cheguei aqui? Como tirei meu visto e fui autorizada a ficar aqui por tanto tempo? Mas na Irlanda o idioma falado não é gaélico? Como aprendi inglês? Quanto me custou? É caro viver aqui? Tenho a autorização para trabalho?

A Irlanda abre as portas para os brasileiros que querem aprender inglês e trabalhar no país. Existem vários programas de intercâmbio aqui, de 1,3 e 8 meses. Eu estou no de 8 meses, o único que me dá a oportunidade de trabalhar e é nele que vou focar aqui.

Primeira coisa importante que vocês precisam saber é que o programa estudo + trabalho é para maiores de 18 anos.

Basicamente, você vai estudar 15 horas semanais em uma escola de inglês que custa em média 2 mil euros, com isso você terá a permissão de trabalhar 20 horas semanais.

Para tirar o visto é um pouco diferente que nos EUA por exemplo, o visto é tirado na imigração aqui depois que você chega ao país.  O custo deste visto é de 300 euros.

Para entrar no país como estudante você precisa da carta da sua escola, precisa comprovar 3000 euros  (que podem ser trazidos em VTM ou em espécie), seguro saúde governamental que normalmente você já fecha com a escola e um comprovante de que você tem onde morar.

Uma vez que você fechou sua escola, têm os 3000 euros e o seguro saúde, é hora de encontrar uma acomodação.

O que a maioria das pessoas fazem e eu fiz também, é fechar um hostel ou acomodação estudantil (que normalmente as agências de intercâmbio oferecem) por uma ou duas semanas. Chegando aqui existem grupos no Facebook (classificados Dublin) onde as pessoas postam vagas de casas e flats E tudo o que você precisa fazer é mandar mensagem e ir conhecer a casa e as pessoas com quem você irá morar. Normalmente eles fazem entrevistas Como se fosse de emprego mesmo pra ver se você vai se identificar com as pessoas da casa. Não tenham medo, todos sempre conseguem algum lugar pra ficar, eu consegui em 1 semana na primeira vez que vim.

Os aluguéis de acomodações aqui são caros, pra dividir o quarto com uma pessoa no centro o aluguel é em torno de 300€ e 350€ por mês. Quanto mais longe do Centro você for, mais barato o aluguel fica. Se você pensa em ter um quarto só pra você, saiba que o aluguel aumenta o dobro ou ate mais!
Com comida nós temos nossos mercados favoritos: Lidl, Tesco e Aldi são os mais baratos. Eu gastava certa de 35€ por semana em uma compra bem feita com carne, arroz, vegetais e etc...

Se você mora e trabalha no centro provavelmente não vai precisar de ônibus, mas se precisar e tiver o leap card (carteirinha de estudante que custa 10€ para tirar), você irá gastar 20€ semanais e pegar quantos ônibus quiser por dia e na semana toda. Temos também o LUAS que é como se fosse um metrô a céu aberto o qual é 13,70€ semanais para estudantes.

O idioma mais usado na Irlanda é o inglês, eles usam o gaélico bem pouco nos dias de hoje, mas se preparem pois mesmo com o inglês, o sotaque deles é bem difícil pra entender.

Não é impossível aprender inglês em 8 meses, aos poucos você se acostuma com a forma deles falarem e sem contar que existem escolas muito boas por aqui, se você quiser, vai aprender muito bem.

O salário mínimo aqui é 9,55€ a hora, dependendo do trabalho que você conseguir, você consegue juntar um bom dinheiro.

Quando digo trabalho, como intercambistas e estrangeiros normalmente conseguimos "subempregos": garçonete, empregada, babá, etc. Todos aqui são muito respeitados então eu nunca tive problema com meu subemprego por aqui.

É um pouco difícil  conseguir trabalho na mesma área de atuação no Brasil já que normalmente não dominamos o idioma e só podemos trabalhar 20 horas semanais, mas é claro que não custa nada tentar!

As meninas têm a opção de ser au pair live in... Basicamente cuidar das crianças morando na mesma casa da família. Vale muito a pena já que você nao vai gastar com aluguel e nem comida; mas em compensação você vai ganhar um pouco menos que o mínimo já que vive na casa com eles.

 Sem contar com a experiência cultural que você vai ter por estar totalmente dentro da cultura vivendo tudo o que eles vivem, o seu inglês também vai ser desenvolvido muito mais rápido dessa maneira.

No fim dos 8 meses se você quiser, você pode renovar o seu visto. É o mesmo processo: pagar o curso e os 300 euros pelo visto. Mas dessa vez não precisa comprovar os 3000 euros (ufa!).

O processo de renovação de visto pra curso de inglês pode ser feita duas vezes então no total você terá o direito de ficar por aqui durante 2 anos. Depois disso você pode aplicar pra uma graduação ou pós graduação por aqui.

Eu recomendo esse programa de intercâmbio já que cresci muito como pessoa e aprendi muito sobre a cultura do país, aprimorei meu inglês e fiz muitas amizades.

Escolhi a Irlanda/Dublin pois tenho livre acesso para viajar pelos países da Europa e além de estudar, posso passear em alguns países nos finais de semana! Vou escrever um pouco sobre essas viagens nos próximos posts!

Se quiserem podem me seguir lá no Instagram @danielycarpino e acompanhar um pouco do que tenho vivido por aqui.


terça-feira, 21 de novembro de 2017

Dicas de Viagem: As faces de Nuremberg! By Carla Verginelli


Conhecida pela grande influencia que sofreu pelos nazistas, a cidade medieval alemã, localizada na região da Bavária, foi palco de um importante acontecimento após a II Guerra Mundial: o Julgamento de Nuremberg!



Provavelmente você já deve ter ouvido falar ou ter lido sobre o ocorrido na sala 600. Quase um ano de duração, tradução em quatro idiomas, nazistas acusados por crimes de Guerra, por  violação dos direitos humanos, por conspiração contra a paz mundial , 4 juízes com 4 diferentes nacionalidades…bom, esse eh um pouco do cenário do julgamento!

A sala 600, que fica localizada no Palácio de Justiça de Nuremberg, é aberta para a visitação, e fica na “parte nova” da cidade.

O centro histórico da cidade “se esconde” cercado por muralhas medievais e abriga lindas surpresas como o Castelo de Nuremberg. Se você chegar pela estação Central de trem ou de ônibus, ao atravessar a rua você estará na frente de umas das entradas da “old town”. Logo você vai avistar o centro de informações ao turista, onde poderá pegar o seu mapa da cidade.

Com o mapa, ou sem, você encontrara o castelo, que fica do outro lado dessa entrada. Gastei praticamente meio dia conhecendo a parte antiga, e pasmem, não consegui ver todo o Castelo!


Se você deseja conhecer uma cidade charmosa, com uma presença marcante na historia da Alemanha, e que possui um dos mais famosos mercados de Natal, minha dica fica para Nuremberg! Que definitivamente esta na minha lista de lugares pra voltar!


Mais Informações :
Como chegar:
Aeroporto de Nuremberg: https://www.airport-nuernberg.de/
Dica: compre o “day ticket” para utilizar o transporte publico na cidade!


Carla Verginelli













sábado, 11 de novembro de 2017

Vamos participar de uma promoção?

Quem gosta de livro coloca o dedo aqui, que já vai fechar e não adianta chorar. 

Pessoal, eu estava aqui pensando com os meus botões, amo livro, amo ganhar livro que tal conhecer as pessoas que também gostam de livros e melhor ainda ganhar livros... por isso resolvi fazer a promoção. E claro de queda ganhar mais seguidores do blog... hahahaha.

Vai ser assim, comenta a postagem falando eu querooooo. Clica para seguir o blog e compartilha essa postagem no face, vou realizar o sorteio no dia 11 de dezembro e não fique preocupado ou preocupada se você mora no Brasil, mandarei o livro pelo correio, mas somente no Brasil, ok!
Bom, agora vamos ao que mais interessa na promoção. O que eu você vai ganhar?

Um livroooo.

Muito longe de casa – Memórias de um Menino-soldado
Ishmael Beah

Editora: Companhia das Letras


#promoção

Dica de livro infantil: Espaço - descoberta fantástica

Pessoal, tenho uma dica de livro para aguçar a curiosidade das crianças em aprender sobre o espaço. Há alguns dias, a família (eu, Gustavo, Tiago e Manuela) foi ao shopping e o  Tiago viu um livro e pediu para comprar, eu amei o livro e o compramos. Assim que chegamos a casa já fomos ler o livro cujo título é Espaço, e toda a família aprendeu muitas coisas interessantes. O Tiago até levou para a escola e a professora Julia leu para todos da sala.

A leitura em família é muito divertida e alegre e estimula a criança a gostar de ler, sei que o Tiago gosta de livros porque eu gosto muito e ler é sempre uma aventura e diversão em casa. Se você é mãe ou pai, ou avó, ou tia, tio etc, faça da leitura algo gostoso, divertido e um momento de unidade e aventura.

Livro: Espaço – descoberta fantástica.
Editora Libris.





#DicadaLara

sábado, 4 de novembro de 2017

Das alegrias de ser professora do Ensino Médio

Nós não ganhamos chocolate, não ganhamos abraços espontâneos e nem cartinhas fofas. Mas tem algo que os adolescentes nos presenteiam é com admiração, respeito e nos veem como exemplo.
É  claro que eles demonstram afeto, é  claro que sempre tem aquele que te vê no corredor e vai te dar um abraço. Mas aquele abraço que as vezes é  coletivo de todos os dias que as crianças da educação infantil dá, esse é  especial dos pequeninos.
A galera do EM é  especial.  É a turma crescida, mas que precisa de colo, é a fase das escolhas, das responsabilidades de fazer planos e se frustrar com eles, de se decepcionar, de chorar muito e rir muito também.
Mas é a fase onde as conquistas são grandiosas, são suadas, ousadas, conquistas com sabor de responsabilidade, conquistas que abrirão caminhos.
E é sobre conquistas que eu vou falar.
Meus alunos conquistaram o Ensino Médio, conquistaram amigos, conquistaram respeito, aprenderam a lutar, aprenderam com os erros.
Meus alunos aprenderam a se posicionar, aprenderam a respeitar, aprenderam a se doar num trabalho voluntário.
Meus alunos aprenderam com a decepção, aprenderam a recomeçar, aprenderam a abrir mão.
Meus alunos aprenderam a estudar, pesquisar, escrever uma boa redação, aprenderam cálculos, fórmulas, história, geografia, aprenderam a ouvir alguém declamando um poesia.
Meus alunos aprenderam que podem ser representados pelos seus professores e que podem se posicionar contra as ideias dos mestres.
Das alegrias de ser professora do Ensino Médio uma delas  está em vê-los se preparando para uma das mais importantes provas que serão submetidos: O Enem.
E eles fizeram tantas provas...
Provas subjetivas, objetivas, provas que não passaram pela correção de um
Professor, mas que fez a diferença.

Esses alunos serão amigos, serão colegas de trabalho, serão artistas, artesãos, advogados, médicos, engenheiros, serão influenciadores, líderes, serão mães, pais, serão tantas coisas...

Quanta alegria ser professora de vocês alunos do Objetivo Vila Industrial.

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Dica de livro para adolescentes - Eclesiástico

Oi galera, se liga nessa dica top para uma leitura rápida e que te deixa mega curioso para saber o que vem por aí.
Eclesiástico é uma revista em quadrinhos que nos mergulha na intrigante atmosfera sobrenatural. Uau!
Você vai encontrar personagens como Intercessor, Pastor, Mestre, Espíritos Malignos e o Eclesiástico.
É uma boa dica para presente.

#DicadaLara



terça-feira, 24 de outubro de 2017

A despedida

No ano de 1993, eu tinha 14 anos, no mês de maio minha família e eu saímos da cidade da Herveira no estado do Paraná e nos mudamos para Campinas, São Paulo. eu passei a manhã toda, no dia da viagem, com a Eliete, minha melhor amiga desde os 5 anos. Nós estudamos juntas o Pré 1 e 2. Estudamos juntas a 1ª série, quando ouvimos que tínhamos passado de ano fomos até o bar da esquina que era do pai dela e comemoramos no auge dos nossos 7 anos brindando com uma sodinha num copo que os homens usavam para beber cachaça.

Nós trocávamos cartas, cartões, bilhetes, nós descobrimos juntas as alegrias e lamúrias do primeiro amor. Tudo era muito intenso, se ríamos era um escândalo, se chorávamos era uma tragédia.
Mas o dia da despedida chegou, passamos a manhã toda juntas, na hora do adeus, choramos muito e muito. Eu estava na Kombi indo embora com a minha família e da janela via a Eliete chorando...
Essa foi uma das despedidas mais difíceis da minha vida.

Quanta saudade da Eliete Bertassoli Contreiras.

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Casamento

No sábado foi o casamento da Ariadne e do Robinson.

Quando abrimos nosso coração para que o nosso criador nos dê a  identidade que vem dele vivemos a única e maravilhosa aventura que um filho de Deus pode viver: o nosso propósito na terra.

É lindo e transformador ver os milagres que Deus fez e está fazendo na vida de vocês Robinson e Ari e é  um privilégio fazer parte de tudo isso.

Parabéns!







quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Eu acredito nessa geração – Projeto Bem Eficiente

Eu acredito que cada pessoa tem um sonho, uma grande expectativa correndo os neurônios e que faz o corpo tremer, mas sei que muitas pessoas matam o sonho, pois se frustram muito e as dificuldades são imensas para a realização.

Eu não sou diferente, tenho o sonho de montar e dirigir uma ONG na área de educação que promova educação de qualidade e integral para alunos de baixa renda. Não consigo ver perspectiva desse sonho se realizar nas condições de hoje, mas ele existe e está vivo. Para que o sonho não morra coordeno um projeto de voluntariado educativo que se chama Bem Eficiente no Colégio Objetivo Vila Industrial com alunos do Ensino Médio. E a via de mão dupla que o  projeto proporciona é fantástica, pois temos alunos comprometidos e pró-ativos num projeto de voluntariado e crianças carentes interagindo com os alunos do projeto e recebendo carinho e visualizando um futuro que é possível para eles por meio da educação.

Na semana da criança o Projeto Bem Eficiente realizou duas festas, organizadas, planejadas e implantadas pelos próprios alunos com a minha mediação. Os alunos, que estão na faixa de 15 a 18 anos, levantaram recursos para o aluguel de brinquedos, conseguiram padrinhos para 270 crianças que compraram brinquedos, arrecadaram produtos e dinheiro para o lanche, realizaram doações e foram monitores durante a festa.

Muitos falam que os adolescentes de hoje são uma geração Mimimi, podem até ser, mas eu acredito nessa geração. Eles só precisam de direção, de oportunidades para colocar em prática as ideias, capacidade e a energia que eles têm.

Hoje são quase 100 alunos que participam das atividades do projeto Bem Eficiente, e eles já são cidadãos engajados, críticos conscientes da realidade do nosso país e sabem na prática ser empáticos. Esses alunos aprendem habilidades emocionais e as colocam em prática, competências que levarão para a vida toda.












Um grande sonho só pode ser realizado se durante o caminho as pessoas são transformadas e o sonho multiplicado.


segunda-feira, 16 de outubro de 2017

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Uma dica muito especial! Os da Minha Rua.

Estou terminando de ler um livro de um angolano Ondjaki, que livro divertido e leve. Uma leitura agradável e que leva a uma narrativa usando a oralidade, reconstruindo o universo da infância e o correr da vida em Luanda.

Teresa Sá Couto, escreve que com os personagens do livro, as “crianças” o autor constrói quadros narrativos belíssimos, emotivos, sinestésicos, mas também críticos sociológica e politicamente: deles emerge Angola com os resquícios da guerra e a psicologia da esperança, uma jovem nação que está a aprender a viver como as crianças que a contam.

O nome do livro é “Os da minha rua”da editora Linguagem Geral.


Sobre o autor:
Ondjaki nasceu em Luanda, em 1977. É romancista, contista e às vezes poeta. Também escreve para cinema e correalizou um documentário sobre a cidade de Luanda (Oxalá cresçam pitangas – histórias de Luanda, 2006) (https://www.youtube.com/watch?v=En8rugU5KTk).

É membro da União dos Escritores Angolanos. Alguns livros seus foram traduzidos para o francês, espanhol, italiano, alemão, inglês e chinês.


#DicadaLara

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Projeto para trabalhar com crianças. Tema: Afetividade

Tenho um grupo de alunos do Ensino Médio que realiza um projeto de voluntariado na Obra Social São João Dom Bosco, o Bem Eficiente, com as crianças de 6 a 9 anos e os alunos perceberam que as crianças são muito carentes de afeto. Então organizamos atividades para trabalhar nas visitas deste semestre que falam sobre emoções, palavras de incentivo, e aprender a nomear as emoções.

Na primeira visita os alunos prepararam a atividade “A Caixa do Carinho”, cada criança recebeu um pequeno papel e escreveu uma palavra que demonstrasse carinho.

Cada um colocava na caixa o papel e depois que todos escreveram as crianças foram tirando aleatoriamente um papel da caixa e tinha que escolher alguém para entregar aquele “Carinho”. Todas as crianças receberam uma palavra de carinho de alguém, mas nesse dia percebemos que para as crianças carinho está relacionado a “namoro” e que algumas crianças não se sentiam confortável para demonstrar carinho ao colega, então na reunião para elaborar a próxima ação realizamos a atividade para que as crianças pudessem nomear as emoções.

Na segunda visita os alunos preparam a atividade das “Emoções”.

Pegamos bolinhas de ping-pong e desenhamos carinhas que demostram emoções. Colocamos todas as bolinhas em um recipiente de plástico e na quadra jogamos as bolinhas para cima e as crianças precisam pegar uma bolinha cada um.

Depois sentamos e as crianças falavam qual emoção estava representada da sua bolinha, depois desta atividade as crianças desenharam em um cartão como eles estavam, daí cada um mostrou o desenho e falou porque estava sentido aquilo naquele momento.


Esta atividade faz a criança falar das suas emoções brincando, assim eles aprendem a nomear o que estão sentindo e ajuda na educação de competências socioemocionais.








sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Ação Social do Projeto Bem Eficiente na Instituição Beneficente Salém

E ontem foi o dia da visita a Salém, os alunos do projeto Bem Eficiente do Colégio Objetivo foram à instituição para realizar atividades lúdicas com as crianças. As crianças da instituição foram desafiadas a trabalhar em dupla para conseguir levantar uma bexiga do joelho até o peito sem a ajuda das mãos. Depois fabricaram um brinquedo com material reciclável: Bilboquê.

Brincaram de dança da cadeira e no final todos tomaram um lanche: pão de queijo, cookies e suco.
A cada visita, uma história diferente. Aluno do Bem Eficiente vocês não tem noção do quanto marcam a vida dessas crianças. Parabéns por serem Voluntários, parabéns por serem Bem Eficientes!

A Salém é uma instituição que cuida de crianças carentes com baixa periculosidade  no período inverso a escola. São 90 crianças atendidas de 6 a 14 anos.

Se você quer saber mais sobre o projeto ou como ajuda-lo entre em contato com lara@objetivocampinas.com.br.



















Beijos