sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Como resolver? 2a parte

“Deus cuida de cada detalhe”

Como resolver?

            Um fio de água próximo ao portão deixou  o porteiro do colégio preocupado.
- Um vazamento! Murmurou. Ele coçou a cabeça, andou de um lado para o outro e chamou a inspetora pelo interfone. – Carla está na escuta?

- Sim, respondeu de um jeito autoritário e áspero. Carla Vivas morava sozinha e se dedicava ao trabalho com todas as forças, chegava a ser legalista nas decisões e nas ordens, não cedia. Isso era bom para o diretor, pois controlava os alunos com um olhar. Os outros funcionários tinham aprendido a conversar e se relacionar com ela.

- Poderia chamar o João, tem um vazamento na porta do colégio e está ficando cada vez maior. Espantou-se o porteiro, que em segundos, viu o fio de água se tornar uma pequena torrente - alguém precisa ver isso logo, pois os alunos vão sair daqui a pouco e está ficando feio.

- Vou chamá-lo. Falando com a mesma voz autoritária e áspera, sem dar muita atenção ao caso, tudo o que os outros faziam não era tão importante quanto o que ela fazia.

            Não demorou muito, o João Silva, o “faz tudo do colégio” já estava no portão, conversando com o diretor falando que teria que quebrar para ver o que estava acontecendo. O Senhor Mauro não estava feliz com a ideia e coçava a cabeça, pensando qual seria a melhor alternativa. Ulisses, o porteiro do colégio, pensava nas crianças, mas Mauro estava preocupado com o dinheiro que teria que pagar para consertar o vazamento no portão da escola.
            Já estavam quase resolvendo o problema, já que era sexta-feira, por hora deixaria um aviso “Cuidado, piso molhado” e quebrariam a calçada no sábado, quando a escola estivesse vazia, então se ouviu um estouro.

- O que foi isso?

- AH! Gritou os três homens em frente à escola.


            O Senhor Mauro estava todo molhado, não foi preciso quebrar o piso ele foi arrebentado com a força da água. João correu para ligar para um técnico e Ulisses mandou recado para todos os funcionários para que não deixassem os alunos saírem da sala de aula até a segunda ordem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas palavras nesta Torre!