quarta-feira, 13 de julho de 2011

Lembranças XVIII

Quando eu fiquei sabendo que iríamos nos mudar da Herveira PR. para a Cidade de Campinas SP. Fiquei abalada por um tempo, é claro que a idéia de ir para uma cidade grande me atraía, mas ao menos tempo me assustavam, os amigos que cultivei durante 10 anos, a escola, o lugar que era tão conhecido e tão familiar. Tudo ficaria pra trás e eu sabia bem que não voltaríamos mais. Uma noite antes da mudança, os nossos amigos foram até em casa, que já não tinha mais nenhum móvel, e fizeram uma despedida, um homem, que agora não lembro o nome dele, que tocava violão na igreja, puxou as cantorias. Cenas que ficaram marcadas na minha mente e que fazem os sentimentos aflorarem quando lembro são:
- Meu pai subindo em um banco para falar com aquela multidão em casa e se despedindo de todos em lágrimas.
- Meu tio (irmão do Pai) chorando falando que iria sentir muita saudade
E no final o homem do violão puxou essa canção
Já está chegando a hora de ir
Venho aqui me despedir e dizer
Em qualquer lugar por onde eu andar
Vou lembrar de você
Só me resta agora dizer adeus
E depois o meu caminho seguir
O meu coração aqui vou deixar
Não ligue se acaso eu chorar
Mas agora adeus
Só me resta agora dizer adeus
E depois o meu caminho seguir
O meu coração aqui vou deixar
Não ligue se acaso eu chorar
mas agora adeus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas palavras nesta Torre!