sexta-feira, 18 de março de 2011

História em Capítulos - Capítulo 11

O Tiago estava bem pertinho de mim e tentava sugar o bico do seio com o objetivo de se alimentar. A enfermeira me ajudava, falava algumas dicas, e o Tiago ali bem pertinho. Eu mal conseguia me mexer, ainda sentia minha perna formigar. Mas foi espetacular. Inesquecível!

Depois disso o Tiago ficou ali do meu lado, pude namorá-lo, paquerá-lo, amá-lo. Meu filho!

Logo vieram as outras mamadas, eu estava suando muito, pingava e não podia me levantar, uma sonda estava pendurada, a cirurgia, as novidades, a fome. Desde as 6 horas da manhã estava sem comer. Minha mãe pode subir para me ver, a Laiz também. Minha mãe conseguiu pegar o Tiago, conversou um pouco comigo e foi embora. Algumas pessoas apareceram por lá e logo foram embora. Eu precisa descansar e muito.

Às 11 horas da noite eu fui comer um lanche, chá com torrada e bolacha e então fui tomar meu primeiro banho, a enfermeira tirou a sonda, ardeu  um pouco, mas não foi nada extraordinário. Para todas as coisas que estavam por vir, eu imaginava algo pior, e foi tudo muito tranqüilo. Quando me levantei para tomar banho senti o meu corpo todo tremer, uma sensação diferente, não pude lavar a cabeça. Mal conseguia lavar o meu corpo, a enfermeira me ajudou. depois me ajudou a secar e a colocar a roupa. É horrível não conseguir fazer coisas simples, como vestir uma lingerie, se secar, ou até lavar os seus pés. Mas... vamos que vamo. A gente chega lá.

Depois do banho coletivo, eu não conseguia dormir, uma euforia tomou conta de mim e do Gustavo também, queria conversar, saber de tudo, o que estava acontecendo, ficar ao lado do Tiago. Parecia que eu estava prestes a descer a primeira cachoeira,quando fiz Rapel pela primeira vez, a adrenalina estava no ápice. Às 3 horas da madruga, falei para o Gustavo que eu não conseguia dormir. Eu não tinha sono. Que delícia!

Consegui dormir 3 horas, das 4 às 7 da manhã. Pois a enfermeira levou o Tiago para o berçário. Quando acordei já precisava amamentá-lo. Na sexta, a euforia havia diminuído. O Tiago mamava e quando ele dormia, eu tentava descansar. Depois do almoço vieram algumas pessoas nos visitar, e eu ficava perdida, amamento enquanto estão aqui, ou espero? Sei que o Tiago mamava 15 minutos, parava, depois dormia um pouquinho, acordava chorando eu ia amamentar, chegava alguém, então parava... e assim foi a tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas palavras nesta Torre!