segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

11ª parte - Salvação!?

Salvação!?

A decisão mais importante

            Cinco horas da manhã o despertador tocou no quarto da Juliana e ela já estava acordada ansiosa com a apresentação. No último ano havia se acostumado a se ajoelhar ao lado de sua cama assim que despertava para agradecer a Deus por aquele dia e pedir que o abençoasse. Com bastante ansiedade pediu as bênçãos Dele e proteção, pediu a Deus que os seus amigos pudessem ir à praça para assistir a peça e para que eles tomassem a decisão. Seu coração batia forte e acelerado, havia um misto de medo e alegria.
            No dia anterior tinha combinado com sua mãe para levá-la até a igreja, ela precisa estar lá às 6 horas. Assim que se levantou foi direto para o banheiro e às 5:30 já estava pronta, sua mãe estranhou tamanho entusiasmo da filha e como ela estava feliz, mesmo acordando as 5 horas da manhã. Elas tomaram café e Juliana mal conseguia engolir os pedaços de pão que levava a boca, d. Mirian achou tudo muito diferente, mas estava animada com a alegria da filha. Sem demorar as duas estavam no carro. Juliana estava com pressa.
            No carro a mãe de Juliana perguntou:
            - Do que fala a peça que vocês vão apresentar?
            Sem saber direito o que falar ela responde - De Jesus.
            Há um tempo de silêncio, quando a mãe voltou a perguntar novamente.
            - Você gosta de ir a essa igreja?
            - Gosto muito mãe e, se você não ficar brava, poderia te pedir uma coisa?
            - Claro que pode.
            - Vá assistir à peça. Vai começar às 11 horas, e eu ficaria muito feliz se você, o pai e o Bruno pudessem ir. Juliana terminou de falar e estava esperando um não quando se surpreendeu com a resposta da mãe.
            - É claro que nós vamos estávamos esperando você nos convidar.
            - Sério!?
            - Eh!
            - Que legal! Foi a única coisa que conseguiu responder, pois ficou sem reação com a resposta.
            Como por impulso, ela abraçou a mãe com muita alegria e lhe deu um beijo.
            - Então até as 11.
            Saiu do carro e entrou na igreja dando um aceno de despedida para sua mãe.
            Juliana precisou chegar mais cedo na igreja para ensaiar, arrumar as roupas, fazer maquiagem e levar todos os equipamentos para a praça. E também tiveram um tempo de oração pelo evento que estavam organizando e para que as pessoas que vissem pudessem sentir o amor de Jesus por elas. Depois da oração Juliana tuitou “Estou muito feliz, Deus é maravilhoso!”








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas palavras nesta Torre!