segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Palavra

Sempre quis ser reconhecida pelo meu esforço, deixar de ser a que abaixa a cabeça diante todas as situações, e ter voz. Sempre quis fazer a diferença, mudar uma nação, ser exemplo, e tudo mais.
   Então, para compensar, as formas de expressões são muitas, choro, riso, dança (quando eu era pequena), a música, e a escrita, que é o que minha mãe acha que eu devo investir. Tentei praticar judô também, mas parei na terceira faixa.
A luta foi uma forma de defesa, e um jeito de eu ter mais equilíbrio (coisa que eu nunca tive); a dança, bom, que menina nunca pensou em ser bailarina??; O choro vem pra mandar embora o que eu não gosto de sentir; o riso, pra proporcionar sorrisos; a música, pra fazer a vida mais feliz, ela junta palavras, sons, dança, sentimentos; e a escrita, é o dizer o que os meus lábios não têm coragem de dizer.
   Quando eu escrevo, meu objetivo é transmitir meus sentimentos; é tocar alguém, sendo esse alguém, na minha cidade, ou em uma cidade do outro lado do mundo; é falar o que precisa ser dito, proporcionar lágrimas que caiam junto às minhas, ou sorrisos que iluminem o mundo junto aos meus; é agradecer, agradecer a Deus e aos humanos, por fazerem da minha vida o que ela é. Meu objetivo, não é simplesmente preencher uma página de palavras, mas preencher palavras, de sentimentos, razões e significados.

Gi Mattoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe suas palavras nesta Torre!