domingo, 17 de abril de 2011

O amor – o teste do discipulado

João 13.34-35
O fato de Cristo nos ordenar a amar indica que o amor não é apenas um sentimento ou uma preferência; é o que alguém faz e como ele o relaciona aos outros – uma decisão, um compromisso ou uma forma de se comportar. Jesus declara que o mundo saberá que somos discípulos dele se nos portarmos afetuosamente em relação aos outros. Cismas, disputas, críticas indelicadas e difamação de caráter são contrários ao espírito de Cristo. O amor dele foi um amor sacrificial. Era amor incondicional. Seu amor é constante e auto-sustentador. Seu amor resulta nos melhores interesses do ser amado, e ele ordena que amemos uns aos outros como ele nos amou. (Bíblia de estudo plenitude)

Abri meu coração para arrancar um amor egoísta que havia crescido nele
E então sacrifiquei este amor egoísta no altar
Houve dor, lágrimas, e uma sensação de que havia perdido algo precioso
Então Deus colocou no lugar um amor incondicional e todos os dias,
Preciso cuidar desse amor, regar, deixar ao sol
Para que ele cresça, floresça e dê fruto

Não é fácil! Mas estou perseverando e aprendendo!

Lara Cristina de Medeiros Belette

2 comentários:

  1. Lindo, lindo,lindo, tenho acompanhado constantemente seu blog, está exalando amor, está por demais de precioso e Deus tem sido glorificado através dele! Um abraço!

    ResponderExcluir

Deixe suas palavras nesta Torre!