sábado, 28 de dezembro de 2013



Quem caminha nem sempre sabe aonde quer chegar
Tem alguns que caminham por caminhar, para apreciar a paisagem.
Outros caminham porque cansaram de ficarem parados
E tem quem caminha correndo pro alvo, pois percebe que todo o resto é ilusão.
E entendem que precisam mostrar o alvo para outros
E caminham atentos ao alvo e em levarem muitos
Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida.


quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

ALEGRIA

Quanta alegria há no meu coração!


sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Vai valer a pena!




A minha vida perpassa
Por caminhos nunca antes percorridos
Meu coração está apertado
Tenho vontade de chorar.
O que está para explodir?
Quero meu amado.
Quero paz, escrever e ler.
São caminhos confusos
O objetivo está claro,
Mas a estrada não.
O que vamos sofrer?
Eu não sei.
Eu apenas confio e acredito.
Vai valer a pena.
As melhores coisas estão reservadas para o fim da carreira.

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

triste


Hoje o dia está lindo, mas eu estou triste!
Hoje Deus me abençoou, mas eu estou triste!
Hoje meu filho sorriu pra mim, mas eu estou triste!
Como mando embora a tristeza que invade o meu coração?
Quero a paz de Deus, a alegria do Senhor...
Quero me contentar com o que tenho, amar sem reservas
Porém é tão ruim quando somos machucados
Quando nossa alma esta ferida...
Eu preciso de cura.


sábado, 16 de novembro de 2013

Silêncio


Estou em casa, meu filho dorme, meu marido está em um velório. Daqui a pouco vou visitar uma amiga que mora em outra cidade, mas está em Campinas e tem uma linda Menina.
Faz 6 meses que não consigo parar para escrever e criar a história, acredito que nos primeiros 15 dias de dezembro vou termina-la. É o que eu espero!
O que eu espero?
São tantas coisas, tantas coisas que eu espero. E espero com paciência, nem sempre. Mas espero, choro, corro, busco, oro!
Mas é no silêncio que consigo parar e perceber os detalhes e ouvir a voz daquele que criou o universo e se importa, ah ele se importa, se importa comigo.
Eu espero, Ele me ame, eu peço, Ele me abraça, eu corro, Ele me chama, eu grito e Ele me acalma.
Não quero que a velhice chegue para então perceber o que realmente vale a pena!
Quero um dia cheio de detalhes, chuva no telhado, sol escaldante, um dia nublado, uma flor, um som, um cheiro, uma pessoa! Deus!
Faça silêncio.


quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Lugar Secreto


Existe um lugar, um lugar secreto
Onde posso ouvir o Senhor falar comigo
Existe um lugar, um lugar secreto
Onde a paz de Deus invade a minha alma
Existe um lugar, um lugar secreto
Onde os milagres tornam-se reais
Existe um lugar, um lugar secreto
Onde eu posso chorar, sorrir sem medo

Um lugar secreto
Na presença do Pai
Um lugar secreto
O meu lugar!

Brilhe - Geração Livre 2014

http://www.youtube.com/v/_8_haWhVeCk?autohide=1&version=3&showinfo=1&attribution_tag=sK9h0DouPYMonsiN6DccEQ&autohide=1&autoplay=1&feature=share

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

A finitude da vida


Alegrei-me tanto com o nascimento do meu filho que há dois anos e 9 meses celebro este dia com o mesmo entusiasmo do que a primeira vez em que o vi. Cada palavra, conquista, gesto, gíria, sorriso, choro, birra, é algo muito fantástico pra mim. Mesmo que não queria falar nisso, ou até pensar sobre isso, há um fim. Que espero, e peço a Deus, que não participe deste momento.
Tudo tem um fim, é a única certeza que temos do futuro, mas quando o fim chega...
Não celebramos o fim, não queremos o fim, como dói em um lugar que não há a possibilidade de chegarmos perto.  E mais uma vez participei deste momento triste... o fim!
Eu quero poder enfrentar isso de uma forma diferente, sem muito choro, sem muitas lágrimas, sem aquele ar de tristeza que paira os olhos... Mas não consigo. Chorei mais uma vez, sofri mais uma vez, doeu mais uma vez e mais uma vez preciso enfrentar e aprender a lidar com a ausência, com a saudade.
Quero aproveitar cada segundo ao lado de pessoas tão maravilhosas, quero amá-las ainda mais, quero viver intensamente de forma que, se, por um acaso, em algum momento, mais uma vez, o fim chegar, vai doer, vou sofrer, mas não me arrepender... vou chorar, ficar de luto... pedir pra voltar, me conformar... mas não tem outra forma, não vou me fechar para não sofrer, pois se fizer isso, vou morrer.
Enquanto o dia em que estarei ao lado de Jesus não chegar, viverei intensamente os dias que Deus me deu para viver!





segunda-feira, 26 de agosto de 2013

How he loves - Jesus Culture

He is jealous for me
Love's like a hurricane, I am a tree
Bending beneath the weight of His wind and mercy
When all of a sudden, I am unaware of these afflictions eclipsed by glory
and I realize just how beautiful You are and how great your affections are for me.
Oh, how He loves us oh
Oh, how He loves us
How He loves us all.


Yeah, He loves us
Woah, how He loves us
Woah, how He loves us
Woah, how He loves.

So we are His portion and He is our prize,
Drawn to redemption by the grace in His eyes
If grace is an ocean we're all sinking
So heaven meets earth like a sloppy wet kiss and my heart turns violently inside of my chest
I don't have time to maintain these regrets when I think about the way

That he loves us,
Woah, how He loves us
Woah, how He loves us
Woah, how He loves

He loves us,
Woah, how He loves us
Woah, how He loves us
Woah, how He loves

Yeah
His presence. His love.
Is so thick and tangible in this room tonight.
And there are some of you here that have not encountered the love of God.
And tonight God wants to encounter you.
And wants you to feel His love.
His amazing love.
Without it these are just songs.
These are just words.
These are just instruments.
Without the love of God, it's just like we're just up here just making noise.
But the love of God changes us,
And we're never the same,
We're never the same
After we encounter the love of God
We're never the same after we encounter the love of God
And right now if you haven't encountered the love of God,
And you would know,
Because you wouldn't be the same.
You would never be the same again.
And if you, if you, want to encounter the love of God right now,
You better just brace yourself because He's about to just blow in this place
And we're gonna encounter the love of God right now.
So God I speak to all the hearts
And I ask God that every heart be open right now
Every heart be open.
Every spirit be opened up
To you God. To You.
And a love encounter
A love encounter from you tonight
A love encounter from you tonight God.

Cause He loves us,
Woah, how He loves us
Woah, how He loves us
Woah, how He loves

Yeah, He loves us
Woah, how He loves us
Woah, how He loves us
Woah, how He loves

 

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

sábado, 15 de junho de 2013

Mesmo que...

Mesmo nos dias de chuva, eu sei
Que o sol está no lugar
Quando a noite vem, eu sei
Que pela manhã o sol virá

Mesmo que eu me sinta só
Eu sei que Deus está comigo
Quando estou passando pelo deserto
Eu sei que a abundância logo virá

Yahweh, meu coração te louva
Mesmo quando não posso te ouvir
Yahweh, tu és o meu Pastor
E sei que estou segura em tuas mãos

Tua presença é real,
Teu amor é real
Tuas promessas são reais
Assim como o ar que eu respiro
Sei que tu estás comigo

Quando paro pra pensar
Na grandeza da tua criação
Consigo entender tanta perfeição
Sorrio de alegria,

Pois tudo o que criaste é maravilhoso!

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Trabalha Poeta - Silvestre

Sem meias palavras,

Semeia a palavra,
Cultiva a boa semente;
Espalha por este solo da Terra
Poemas.

A pena, a peneira, a pepita,

Garimpa, lapida;
Descobre o tesouro,
Cava com a pá.

Provoca o vocabulário,

Bulindo no vocabulário;
Burla o sentido, faz o belo.
Elabora, labora.

Procura a cura no verso.

Emoção, reação adversa;
É perverso ver o mundo
Sem teu olhar, poeta.

Se te moves, poeta,

Comoves;
Poeta, não te acomodes

Nas cavernas da melancolia.


segunda-feira, 10 de junho de 2013

Vilancete - Gil Vicente (Portugal 1465-1536)

Gil Vicente (Portugal 1465-1536) 

Vilancete

Adorai, montanhas, 
o Deus das alturas, 
também das verduras. 
Adorai, desertos 
e serras floridas, 
o Deus dos secretos, 
o Senhor das vidas. 
Ribeiras crescidas 
louvai nas alturas 
Deus das criaturas. 
Louvai arvoredos 
de fruto prezado, 
digam os penedos: 
Deus seja louvado! 
E louve meu gado, 
nestas verduras, 
o Deus das alturas. 
Foto Lara Belette

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Biografia - Immanuel Kant

Immanuel Kant nasceu em Königsberg, Prússia, 22 de Abril de 1724, filósofo alemão. Fundador da filosofia crítica. Não casou nem teve filhos, levou uma vida calma e regrada. Veio falecer em 1804 dois meses antes de completar 80 anos. 
Kant era filho de um artesão (de descendência escocesa) que trabalhava couro e fabricava selas. Sua mãe, de origem alemã, embora não tivesse estudo, foi mulher admirada pelo seu caráter e pela sua inteligência natural. Ambos seus pais eram do ramo pietista da Igreja Luterana, uma subdenominação que requeria dos fieis vida simples e integral obediência à lei moral. 
A influência de seu pastor permitiu a Kant, o 4o. de 11 crianças, entrar na escola pietista onde estudou por oito anos e meio principalmente os clássicos latinos. Ele confessou a sua preferência de então pelo naturista Lucrécio, e talvez o tenha impressionado o livro IV do poema De rerum natura, onde Lucrécio descreve a mecânica dos sentidos e do pensamento. Em 1737, morre sua mãe, por volta dos seus14 anos. Aos dezoito anos foi admitido na Universidade de Konigsterg como estudante de teologia. Em 1746, seu pai morre, Kant tinha 22 anos e é obrigado a interromper os estudos e a começar a dar aulas particulares para manter a família. 
Em 1755, ajudado pela bondade de um amigo, Kant pode completar seus estudos na universidade. Obteve seu doutorado e assumiu a posição de livre docente (Privatdozent, professor sem salário). Três dissertações que ele apresentou na habilitação a esse posto indicam o interesse e rumo de seu pensamento nessa época. 
Sua fama como professor e escritor aumentou constantemente durante seus 15 anos como livre-docente. Cedo ele já lecionava sobre muitos assuntos além de física e matemática, incluindo lógica, metafísica, e filosofia moral. Até mesmo ensinou sobre fogos de artifício e fortificações e cada verão, por 30 anos, deu um curso popular sobre geografia física. Seu estilo, que diferia grandemente daquele de seus livros, era humorístico e vivo, vivificados por muitos exemplos de suas leituras em literatura inglesa e francesa, viagem e geografia, ciência e filosofia. 
Suas aulas e os seus trabalhos escritos durante 15 anos como livre-docente estabeleceram sua reputação como um filósofo original, ele não recebeu uma cadeira na universidade até 1770, quando foi feito professor de lógica e metafísica, uma posição que manteve até 1797, continuando nesses 27 anos a atrair grande número de estudantes para Königsberg. 

A obra de Kant pode ser dividida em dois períodos fundamentais: o pré-crítico e o critico. O primeiro (até 1770) corresponde à filosofia dogmática, influênciada por Leibniz e Wolf. Realiza importantes estudos na área das ciências naturais e da física de Newton. Entre as obras deste período, destaca-se a História Universal da Natureza e Teoria do Céu (1755), onde apresenta a célebre hipótese cosmológica da "nebulosa" para explicar a origem e evolução do nosso sistema solar. Mostra-se partidário da existência de vida em outros planetas, procura mostrar que Deus existe partindo da ordem e da beleza do universo. A partir de 1762, Kant começa a manifestar um vivo interesse pelas questões filosóficas, em especial para a crítica das faculdades do homem. 

O segundo período corresponde ao despertar do "sono dogmático" provocado pelo impacto que nele teve a filosofia de Hume. Escreve então obras como a Crítica da Razão Pura, Crítica da Razão Prática e Critica da Faculdade de Julgar, nas quais demonstra a impossibilidade de se construir um sistema filosófico metafísico antes de ter previamente investigado as formas e os limites das nossas faculdades cognitivas. Respondendo às questões colocadas por Hume, afirmou que todo o conhecimento começa com a experiência, mas não deriva todo da experiência. A faculdade de conhecer tem uma função ativa no processo do conhecimento. Este não representa as coisas como são em si mesmas, mas sim como são para nós. A realidade em si é incognoscível, tal como Deus. Esta teoria irá permitir a Kant fundamentar o dualismo "coisa em si" e o "fenômeno" (o que nos é dado conhecer). Concepção que irá ter profundas repercussões na filosofia até aos nossos dias. 

Kant manifestou grande simpatia pelos ideais da Independência Americana e depois da Revolução Francesa. Foi um pacifista convicto. É lendária a forma extremamente regrada como vivia. Conta-se que a população de Konisberg acertava os relógios por ele quando passava pelas suas janelas nos seus passeios diários, sempre às 16h30. 

Entre as várias publicações do filósofo, destacamos algumas que marcaram a sua trajetória como filósofo do criticismo: Pensamentos sobre o verdadeiro valor das forças vivas (1747), História Universal da Natureza e Teoria do Céu (1755), Monodologia Física (1756), Meditações sobre o Optimismo (1759), A Falsa Subtileza das Quatro Figuras Silogisticas (1762), Dissertação de 1770. Sobre a Forma e os Princípios do Mundo Sensível e do Inteligível (1770), Prolegómenos a toda a Metafísica Futura (1783), A Religião nos Limites da Simples Razão, Crítica da razão pura (1781, 1º.ed., 1787,2ª.ed.), Fundamentação Metafísica dos Costumes (1785), Crítica da Razão Prática (1788), Crítica da Faculdade de Julgar (1790), Antropologia de um ponto de vista pragmático (1798). 

Os Barcos de Argenteuil

Boating at Argenteuil. Os barcos em Argenteuil, de Claude Monet. Observe a fluência das cores.


quarta-feira, 5 de junho de 2013

Conexão Repórter - Violência contra homossexuais

Para mim o homossexualismo é errado.
Mas não só o homossexualismo, existe uma lista, que não é pequena, de coisas erradas, muito erradas, mas não vou listá-las para que ninguém fale que estou comparando o homossexualismo com alguma coisa ruim que existe ou coisas ruins que as pessoas praticam sem terem vergonha.
Mas por que estou escrevendo isso? Simples: NÃO É PORQUE EU ACHO ALGO ERRADO que eu vou ofender, matar, espancar e proferir palavras de ódio por aí.
Eu convivo todos os dias com pessoas promíscuas, infiéis, maldizentes, corruptos, e não levanto a bandeira do nojo, nem do ódio, etc.
Entendem?!

Eu convivo com essas pessoas e AMO essas pessoas... continuo achando errado o homossexualismo, porém AMO o homossexual. Está claro!?

terça-feira, 4 de junho de 2013

Um Conto de Fim de Mundo - Prostituição Infantil


A fome e a miséria fizeram com que Maria José, 10 anos, fosse entregue pelo pai aos prostíbulos dos garimpos de Rondônia. Junto com ela chegaram mais sete meninas.
O livro traz também uma entrevista verídica com uma ex-prostituta, encarte com atividades e sugestões de leitura.
O autor é Julio Emílio Braz, para saber mais sobre ele e seus livros maravilhosos entrem no site http://www.julioemiliobraz.com

Espaço Taba

http://integraredes.wordpress.com/organizacoes-participantes-da-ris/espaco-taba-campinas/
Conheça este espaço


domingo, 2 de junho de 2013

Projeto

Bom, vou começar a postar no blog todos os dias agora, pois estou trabalhando junto com outras professoras super competentes em um projeto muito sério. O projeto não tem nome, mas tem rosto, corpo e vida. E para começar vou deixar por aqui alguns vídeos. Assistam, comentem, divulguem!


quinta-feira, 23 de maio de 2013

BemEficiente

A cada visita estamos fazendo história... não estamos transformando a vida de outras pessoas, mas estamos transformando a nossa vida, nunca mais seremos os mesmos.

sábado, 18 de maio de 2013

Quem?




A cor da chuva que nunca vi
O som do amarelo que eu nunca ouvi
O Gosto do vento que nunca provei
O cheiro do ar que nunca cheirei

Cada dia um novo dia
Uma história pra contar
Ou uma história para escrever
Ou uma história para ouvir

Em algum lugar tem alguém sozinho
Esperando outro alguém chegar
Em algum lugar tem alguém sorrindo
Com as lorotas que outro alguém contou

Há sobre a terra
Alguém que se importa
Há em algum lugar
Aqui pertinho
Alguém que me ama

Alguns não conseguem ver
Outros não querem acreditar
Em histórias de criança
E preferem viver sem sentido ter

As lágrimas vem o sorriso também
E eu estou a esperar
O coração partido
Minhas mãos cerradas
Querendo algo novo fazer e falar

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Ele

Ele é maravilhoso, 
eu O amo, 
e nEle está o meu gozo. 
Com Ele não preciso de mais nada,

pois nEle minha paz está selada.
Em dias sombrios á Ele me achego, 

e nEle, logo, tenho sossego. 
Ando por essa terra sem medo do por vir, 

pois com Ele não tenho medo de partir.
Ele é meu príncipe, meu concelheiro, 

meu defensor e meu guerreiro. 
NEle me sinto a salvo, 
e agradar Seu coração é meu alvo.

Rodrigo Martins

sábado, 13 de abril de 2013

BemEficiente

Este ano estou trabalhando para o Colégio Objetivo, unidade Vila Industrial. E começamos um projeto muito especial com os alunos do Ensino Médio. O voluntariado Educativo que chamamos de BemEficiente.
Jà na primeiro reunião tinha uma multidão, pensei que seria um grupo de 20 alunos, mas apareceram quase 60. Então dividimos a galera em 3 grupos e o trabalho dobrou, é claro!
Já realizamos duas visitas, uma em um abrigo em Campinas, mas não podemos tirar fotos das crianças neste lugar, e a outra visita foi à Salém.
Sem palavras para descrever como esse projeto é importante para mim e como os alunos do Objetivo são impactados por ele!
Confira algumas fotos!










segunda-feira, 11 de março de 2013

segunda-feira, 4 de março de 2013

Filosofia



Filosofia de tão belas formas,
De tão belo conteúdo.
Precisas tu de amantes,
Dos mais longínquos:
Platão, Descartes, Locke,
Todos te amaram, conseguistes teu objetivo.
Foste colocada no pedestal.
Foste aclamada como a base fundamental.
Foste premiada com o  titulo de fundacionista.

Seu canto os induziu a isto?
Ou de tão cegos de amores por ti, o exaltaram?
Mas um homem veio
Um homem cujo teu canto
Não o deixou em êxtase.
Seu canto fora barrado.
Rorty não o aclamou como base,
Igualou-a ás outras ciências.

Ele mudou o pensamento.
No mesmo patamar agora estão,
Metáfora ele usou, como aqui as uso.

“Traiu-te”

Tem ele como amante a Metáfora.
O projeto vosso de encantar os homens,
e fazer-se da maior ciência, com ele foi barrado.

Rorty clama a ti.
Para seres a libertadora
E não mais amante.
Deve você Filosofia agora
Ajudar-nos a chegar a Evoluídas práticas.

Com o uso publico da razão
Com sua complacente voz, dizes tu:
Aceite a livre discussão.
Faça-a como base para a orientação.
Eu relaciono tudo.
Estimularei os súditos á criatividade.

Aplaudam a intersubjetividade,
Não busquem a absoluta verdade.
Façais a livre discussão.

E assim após suas palavras
O mundo fez-se.
Fez-se sob a forma de relatos
Linda imagem vejo desta gênese mundial.

Manifesto-me aqui:
Indague! , disse a filosofia.
Professor, Pesquisador.
Eu quero que vossos alunos entendam-me.

Por isso adeque sua linguagem
Não use a formalidade lógica,
Pobre ela é.

Mas rica a Metáfora faz-se.
Eu Filosofia vos falarei:
Não me julgue como fundacionista.
Não gosto.
Abra meu mundo aos alunos
Use-me para lindos e belos
Alternativos discursos.



 Olsen Barg

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Tua Glória!



Deus, olha pra mim... como sou fraca, incapaz, pequena, minhas limitações são enormes. Vejo o caminho, mas como posso passar por ele? O desgaste é tão grande, tão pequena que sou. Tento me segurar nas poucas forças que ainda restam... mas, eu percebo que elas são tão miseráveis e vão embora tão rápido e então, me esqueço que quando entreguei tudo a Ti estava destinada a depender de Ti e não de mim.
Não sei onde pisará meus pés no próximo passo que eu der...
Não sei que palavras falar com a próxima pessoa com quem eu conversar...
Loucura...
Desespero...
Fé...
Amor...
Compaixão
Quais desses sentimentos e atitudes estão presentes dentro de mim?
Jesus, trás a luz tudo! Deixa tudo claro, até o que é difícil ver, coloca-me no fogo, limpa a prata o ouro. Queima a palha... faz refletir em mim a tua face, a tua glória!

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Escrevendo...


Gostaria de ter pessoas que buscassem a Deus sem julgamentos, que respeitassem os mais velhos que já tem uma história de amor a Deus, serviço e dedicação. Gostaria que as pessoas amassem de verdade umas as outras e que realmente levasse o Espírito Santo por onde andam. Que elas vivessem com Deus na mesma intensidade com que julgam os outros. E que a partir do viver com Deus exalasse o perfume de Cristo e impactasse todas as pessoas a sua volta, com amor, ou incomodando.
Gostaria de ver frutos na mesma medida em que as pessoas reclamam, que elas se dedicassem a ajudar na mesma medida em que murmuram. Que realmente buscassem o avivamento e não a divisão, a fofoca, e o julgamento.
Clamo para que haja mais verdade, mais unidade e mais perdão!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Comentários


Durante essas duas semanas conheci alunos “show de bola”! Este ano vamos voar alto e com os pés no chão... segundo um dos alunos que eu conheci, essas duas metáforas são contraditórias, eu penso que não.

E aí... vai encarar... hahahaha

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Dor


Primeiro quero agradecer aos dois amigos que responderam a minha pergunta! Valeu!

Agora quero caminhar por rios obscuros e de difícil acesso, a perda!
E só o faço para dar sentido a algo que não tem sentido algum, para poder pisar nas pedras pontiagudas com alguma proteção e para que a dor não seja tão intensa a ponto de desfalecer.
Olhe para você, para as suas mãos, seu corpo, para o seu rosto refletido no espelho. Olhe pra você. O que você vê denuncia quem você é? O que você vê refletido no espelho diz claramente o que pensa, o que sente, seus pecados, suas cicatrizes, suas mudanças?

Não, certamente que não, mas ao se olhar com esse olhar profundo, você pensa, você recorda, você vê o que não consegue enxergar. Quando pensamos em nós e paramos realmente para nos entender, iniciamos um processo de mudança. E só fazemos isso se não estamos na mediocridade, se algo muito diferente aconteceu, geralmente algo ruim. A dor nos leva a pensar, repensar, mudar, entender.

E perder?

Como é perder aquela pessoa que está aqui do seu lado, como é perder aquela pessoa tão diferente de você, que às vezes não concorda contigo, que ri de você, que te abraça, brinca, briga, corre, dorme com você?

Não há explicação para perguntas que provocam tanta dor e, cada um vai reagir e encarar tudo isso de uma forma diferente.
Chorem. Gritem. Corram. Fique um dia todo parado olhando pro horizonte tentando buscar um caminho para percorrê-lo. Durmam, se escondam, andem sem rumo e depois voltem para viver. Para marcar, amar, sonhar, chorar, se entristecer, perder, ganhar.

Não se explica dor, não se explica tragédia. Vive intensamente e faz reflexões tão profundas que podem ir embora à próxima estação ou gerar mudanças tão drásticas que então se inicia um novo tempo, que até então não se tinha sonhado!

E, então se descobre que você poderia fazer algo tão grande, tão deslumbrante e que sempre esteve contigo, mas as coisas “boas” te impediam de ir além e você dá sentido ao viver diário, ao caminhar e percebe que da dor surgiu algo maravilhoso. Percebe que no meio da lama, da sujeira nasce uma flor tão esplêndida, brota algo tão radiante que muda o rumo da história. Uma semente lançada no meio de um coração despedaçado e que regada com lágrimas, cresce e frutifica!

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Planejando, pensando...

Olá pessoas!
Bom estou trabalhando... construindo um plano de aula, para as aulas de filosofia... não sei quantos toparão a cutucada, mas gostaria de saber o que você pensa sobre Filosofia. De verdade, sem medo de ser feliz.
Seja sincero...

O que é filosofia? Não copie respostas que você buscou no google, pense sozinho e responda nos comentários.

Beijos


terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Foto e texto

Lara Belette


"Para amar, é preciso ensinar,
é preciso perdoar,
é preciso crescer,
pensar, dar, perder.
É preciso se preocupar,
ganhar, se dedicar.
É preciso agir,
perder o foco em si.
Para amar é preciso viver.
Viver pelo próximo,
e não por si."

Gi Mattoso

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Foto e texto

By Lara Belette



"E os meus erros sempre vêm a tona.
 Sempre me jogam no chão.
 Sempre me fazem quase desistir.
 Mas uma luz sempre me resgata.
 Sempre me mostra o caminho.
 Me traz esperança."

By Giovana Mattoso

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Livro

Galera linda, fique atento a esses livros:
Droga, disface irresistível de Laila Maffra e Droga disfarçada de estudante de Filippe Maffra.
História real e impactante.
As escolhas que fazemos durante o percurso da nossa vida são determinantes para nos dar o futuro que sonhamos ou não.



sexta-feira, 4 de janeiro de 2013